O que te impede de enriquecer?

Não, talvez não seja o fato de seu salário ser baixo ou os seus negócios não irem bem por causa da crise econômica. Neste artigo não quero me meter em como valorizar seu passe ou dar alguma dica de empreendedorismo. O ponto aqui é psicologia econômica. Ou a forma como lidamos com o dinheiro. Pode estar nesta relação com o dinheiro o que te impede de enriquecer.

Quase todo mundo deseja ficar rico. Ou, pelo menos, garantir uma vida confortável, sem sacrifícios, para si mesmo e família. No entanto, apesar do desejo, poucas são as pessoas que realmente alcançam seus objetivos. Algumas pessoas conseguem ter uma vida tranquila, mas a grande maioria acaba vivendo mesmo no limite das suas possibilidades financeiras.

A riqueza é medida de acordo com aquilo que você poupa, não com o quanto você ganha. Tem gente que ganha uma pequena fortuna todo mês, mas gasta duas vezes mais bancando uma vida de supérfluos e consumo de coisas que conferem status e detonam as economias. Não sobra quase nada para investir. Se ganhassem mais gastariam mais ainda. Por outro lado, tem gente que ganha um salário modesto e vive uma vida bastante confortável.

A fórmula de enriquecimento é ter receitas maiores que despesas e investir bem. Dito de outra forma, é pegar parte do que você ganha, abrir mão de alguns prazeres de curto prazo e aplicar este dinheiro em ativos que gerem bons rendimentos. O objetivo é ter uma renda passiva no futuro, ou seja, um ganho proporcionado pelo investimento do seu patrimônio.

Ok, a fórmula é esta. Mas se é tão fácil (ou parece fácil) por que tão poucas pessoas conseguem ter sucesso em seus objetivos financeiros? Listei os principais motivos, na minha opinião:

Falta de propósito

Para que juntar dinheiro, abrindo mão dos prazeres imediatos que dão mais graça à vida? Só enxergando um fim, um motivo. O que você deseja tanto que te faria abrir mão de um jantar ou uma roupa ou um celular novo? Talvez seja casa dos sonhos. Talvez uma vida confortável na aposentadoria. Talvez proporcionar mais qualidade de vida aos filhos. Descubra o que te faz abrir mão de algo agora para receber lá na frente.

É a programação mental que nos ajuda a acreditar que é possível e que o esforço valerá a pena. Se há um sonho ou um motivo muito forte a jornada se tornará menos pesada.

Esperamos muito para começar

Não vemos a hora de ficar ricos, sair do emprego, viajar o mundo, mas, paradoxalmente, adiamos o início das tarefas que poderiam nos proporcionar tudo isso. Estamos sempre esperando pela hora certa, pelo salário certo, por nos livrarmos das dívidas... e assim vamos adiando o início da execução do nosso plano de riqueza.

O problema é que criar riqueza demora e, quanto mais tempo adiarmos, mais longe estará o alcance dos nossos sonhos.

Nunca teremos todas as condições perfeitas para iniciar essa tarefa. A partir do momento em que você aprende um pouco mais sobre investimentos, acaba descobrindo que há muito mais para saber. E se você for esperar para saber tudo, não viverá o suficiente para começar a investir.

O importante é que devemos começar já, mesmo porque poderemos contar com a ajuda de especialistas neste caminho para nos guiar.

O medo nos bloqueia

O medo serve como um mecanismo de autopreservação. Somos prudentes em situações que nos sentimos em perigo ou quando encaramos o desconhecido. Um investimento em ações, por exemplo, pode gerar desconforto, por se tratar de algo desconhecido.

Só depois que experimentamos o novo é que o medo passa. Acontece em um investimento, como ações, ou mesmo em uma nova instituição financeira, que não seja um banco tradicional. Vale, mais uma vez, buscar conhecimento. Pode ter muita oportunidade sendo desperdiçada.

E cometer pequenos erros faz parte do processo de aprendizado. Não seja duro consigo mesmo. Reajuste o curso do barco e siga em frente.

Não deixamos o dinheiro trabalhar por nós

É muito usual o sentimento de que nosso dinheiro vem apenas do nosso trabalho, seja um salário / pró-labore no caso do empresário ou autônomo. Esta renda é chamada de renda linear e a imensa maioria sobrevive da renda linear. Neste modelo seu ganho é limitado. Não é possível trabalhar mais do que 12 ou 14 horas por dia. E se não trabalhar, não recebe.

Renda passiva, por outro lado, é aquela que se obtém colocando o dinheiro para trabalhar por você. Não importa se você está trabalhando, se está de férias ou se está dormindo, seu dinheiro estará lá rendendo. E como conseguimos essa façanha? Com bens que geram receita, os chamados bens ativos.

Exemplos: investimentos em ativos financeiros, como títulos de renda fixa, ações, fundos, entre outros; Fundos imobiliários; imóvel para aluguel; objetos de arte

Enfim, tudo o que valoriza e te gera receita.

Sempre digo que ficar rico dá algum trabalho. Mas não é tanto trabalho assim, basta dedicar algumas horas aos finais de semana ou à noite.

O importante é ter um plano, um método de criação de riqueza. Economizar e investir bem é o resumo, mas no detalhe precisará definir onde investirá seu dinheiro poupado, o valor dos aportes e saber acompanhar seus investimentos, pois a economia muda. O que é lucrativo hoje pode não ser amanhã.

Então: pense num propósito, comece o quanto antes, vença seus medos e deixe o dinheiro trabalhar por você. Enriquecer será uma questão de tempo, pode acreditar.