4 erros na hora de poupar dinheiro

Olá, sou Marcos Moore e hoje quero conversar sobre os erros mais comuns de quem quer poupar dinheiro.

O que não falta na internet são vídeos falando sobre segredos para economizar. Registre despesas em uma planilha, cuidado com gastos com cheque especial e cartão de crédito, fale sobre dinheiro em família, entre outros. Mas aqui vou comentar sobre o que eu considero erros na hora de poupar. A lista pode ser mais longa, mas eu focarei nos mais importantes.

Listei apenas quatro erros:

  1. Planilha de despesas

    Cuidado com o tempo gasto para alimentar uma planilha. Um dos hábitos mais saudáveis para quem quer se organizar financeiramente é ter uma planilha ou aplicativo com as despesas familiares. Só que tem gente que anota cada gasto. Comprou uma água e gastou R$ 2 a pessoa coloca na planilha. Faz isso diversas vezes por dia. É ótimo ser detalhista, mas o tempo que isso irá tomar pode fazer falta em algo mais relevante. Minha sugestão é registrar os gastos maiores. Nos pequenos, do dia a dia, não precisa ser tão severo. E pondere se não vale criar uma linha com esses pequenos gastos, usando uma estimativa. Olhar tão detalhadamente não fará diferença.

    Uma outra dica é concentrar os gastos no cartão de crédito e lançar na planilha como "Cartão". Agora, se consegue se divertir nos registros de gastos, seja detalhista mesmo.

  2. Poupar demais

    Isso é que nem regime radical. Dura pouco tempo e gera um desgaste físico e emocional enorme. Melhor aprender a comer melhor e um pouco menos, pois as privações tiram a diversão da vida. Tente o equilíbrio, dentro do chamado consumo inteligente. Se o gasto o fará feliz, realizado, vá em frente, gaste. Se for um impulso consumista, deixe para resolver depois. Talvez o tempo o faça perceber que aquilo não é tão relevante assim. Pense no longo prazo e de que forma esse dinheiro poupado será usado para um futuro melhor. Decisões racionais tendem a ser melhores que as emocionais. E quem sabe, levar uma vida minimalista, com menos o faça mais feliz?

  3. Comprar à vista é sempre melhor que a prazo

    Depende. Normalmente, quando se opta por pagar à vista, há um desconto em relação à compra parcelada. A questão é se o desconto é bom o suficiente para valer a pena o pagamento à vista. Pondere qual o desconto e qual o valor por parcela e quantas seriam as parcelas. Por exemplo, se a compra pode ser parcelada em 10 vezes sem juros e o desconto para pagamento à vista for de 10% vale a pena, se tiver a disponibilidade do dinheiro, obviamente. Se não houver qualquer desconto, opte por parcelar, sem dúvida. Deixe seu dinheiro rendendo e vá pagando aos poucos pela compra.

    Muita gente prefere pagar à vista para não acumular dívidas. Se tiver um pouquinho de organização, a concentração dos gastos em uma data poupará tempo. Sem falar dos benefícios de pagamento por cartão de crédito, como acumular milhas para troca por passagens aéreas ou produtos.

  4. Se preocupar apenas em como reduzir despesas, e não em como gerar mais receitas

    Comprar um livro, se inscrever em um curso ou fazer uma viagem para estudar outra língua não podem ser entendidos como um gasto, simplesmente. Porque talvez seja um investimento que traga um retorno muitas vezes maior. Investir em conhecimento nunca é despesa. Para quem é mais jovem, esse custo com capacitação é ainda mais essencial, no sentido de alavancar carreiras.

    E é sempre possível ter uma renda adicional. Aluguel do imóvel próprio via Airbnb ou ser motorista do Uber nas horas vagas são algumas das formas de aumentar os ganhos. Se domina algum assunto, pode dar aulas presenciais ou on-line. E como isso seria uma renda extra, poderia ser 100% destinada a investimentos.

Poupar é ótimo, mas poupar nas coisas certas é melhor ainda.

Encontre as melhores maneiras de conquistar seus objetivos de investimentos. Junte-se ao Portal do Investimento!