Por que não faz sentido investir na poupança?

Poupança – o começo de tudo

Tradicional instrumento financeiro, a Caderneta de Poupança – e tinha esse nome porque você, ao abrir uma conta, ganhava uma cadernetinha em papel para ir anotando seus depósitos e saques – fez muito sucesso nas décadas de 70 e 80. Era comum vermos diversos anúncios na TV, jornais e principais revistas que estimulavam pessoas a poupar suas economias para o futuro.

Naquela época, aquilo representava um grande passo na vida de muitas pessoas que postergavam alguns gastos imediatos, tendo em vista um benefício maior no futuro.

O mundo mudou, o acesso à informação e a novos produtos financeiros aumentou, mas a velha e confortável poupança continua lá, ajudando pessoas a construir reservas para o futuro.

Para pessoas mais voltadas ao consumo, migrar para a Poupança já é um grande passo – a pessoa para de gastar e começa a compreender o que o juro pode trazer de benefício para o dinheiro economizado.

Se a Poupança existe até hoje, isso é um sinal inequívoco de que ela apresenta benefícios, e o maior deles é a simplicidade. Se quiser abrir uma caderneta de poupança, basta ir até o Banco onde você tem conta corrente, conversar com o gerente de sua agência e abrir uma Conta Poupança. Atualmente, nem é preciso se deslocar até o banco – no conforto de seu lar, a partir de um computador com acesso à internet, você acessa o Internet Banking e, em poucos minutos, já poderá depositar suas economias em sua Conta Poupança.

Outra grande vantagem é a isenção de Imposto de Renda e também IOF. Ela também é isenta de tarifas bancárias, ao contrário do que acontece com outros produtos de investimento. Se falarmos em juros compostos, isso fará uma grande diferença no rendimento desse tipo de investimento, pois a base de cálculo não será diminuída periodicamente pela cobrança do tributo.

Há ainda a questão da liquidez. Muitas pessoas colocam na Poupança aquela reserva de emergência justamente pela facilidade com que se pode resgatar o dinheiro. Se você precisar de um dinheiro imediato, bastam alguns toques no aplicativo de seu celular e o dinheiro já estará disponível na sua conta.

No quesito segurança, a Poupança também apresenta vantagens, já que ela está protegida pelo FGC, garantindo que, até R$ 250 mil por Banco e por CPF estejam protegidos caso a instituição financeira venha a quebrar.

Finalmente, o investidor que aplica seus recursos na caderneta de poupança terá a garantia de que seu rendimento será igual em qualquer instituição bancária, o que evita que se tenha a burocracia de manter contas abertas em mais de um Banco.

Mas como tudo tem dois lados, a nossa velha conhecida poupança também tem suas desvantagens.

Uma dessas desvantagens é que ela, com alguma frequência – e dependendo da taxa de juros da economia – perde da inflação. Esse fenômeno econômico corrói o valor de compra do seu dinheiro com o tempo e, se você não proteger seu dinheiro adequadamente, não será capaz de comprar as mesmas coisas que comprava há alguns anos atrás com o mesmo dinheiro.

Outro detalhe importante é que, mesmo tendo liquidez diária, o rendimento acontece apenas uma vez por mês, no "aniversário" de abertura da poupança. Assim, se você abrir uma conta poupança no dia 12, só poderá resgatar integralmente seu rendimento no dia 12 do mês seguinte e dos meses subsequentes. Se sacar todo o seu dinheiro antes, perderá todo o rendimento. Se sacar parte do dinheiro, o rendimento será calculado sobre o valor que ficou depositado em conta.

Conclusão

A poupança é um excelente investimento para aquela pessoa que está mudando de perfil – parou de gastar o dinheiro e começa a economizar. Mais do que algo para rentabilizar suas economias, ela é um instrumento que, além de proteger em parte o dinheiro da inflação, presta-se a educar financeiramente pessoas que estão entrando no mundo financeiro, além de servir como reserva de emergência para eventuais necessidades.

Se você já passou dessa fase, existem muitos outros produtos de investimentos tão seguros e práticos quanto a poupança, com a vantagem de oferecerem melhores retornos líquidos.

Finalize seu cadastro para ter acesso a este e outros conteúdos do Portal do Investimento!

Começar Agora

Teste seu aprendizado

O investimento em uma caderneta de poupança submete o investidor a quais impostos?
menu