1% ao mês de rentabilidade! É verdade?

O que podemos fazer?

Diante de um cenário de juros baixos, o investidor acaba voltando seus olhos para o mercado de renda variável, mesmo as aplicações em renda fixa mantendo a importante função de preservação de capital e proteção contra os efeitos corrosivos da inflação.

Essa categoria de investimento mostra-se uma grande alternativa para quem deseja superar os rendimentos da renda fixa ao mesmo tempo em que consegue uma excelente liquidez para seu capital.

Ao colocar seu dinheiro em ativos ou produtos financeiros em renda variável, o investidor deve levar em consideração questões ligadas ao risco inerente desse tipo de aplicação que remunera o investidor na proporção do risco tomado. Por isso, ao escolher onde colocar seu dinheiro, o investidor deve levar em consideração diversos fatores.

São tantas as opções que é bastante comum o investidor, na hora de aplicar seu dinheiro, ficar em dúvida entre o investimento direto em ações ou através de um fundo de ações ou, ainda, se deve incluir fundos multimercado em seu portfólio.

Veja a diferença entre um fundo de renda fixa, um multimercado e um de renda variável:

Ao lado de cada um deles, é possível vermos o risco que cada fundo carrega. Esse risco é baseado na volatilidade das cotas, ou seja, se o seu capital está variando muito (para cima ou para baixo).

Exemplos:

Fundo de Renda Fixa (em azul)

Tem um risco consideravelmente menor e é bem mais "comportado". A sua rentabilidade é muita próxima do CDI.

Fundo de Ações (em vermelho)

Tem um risco muito alto e tem como benchmark o Ibovespa, praticamente ignorando o que está acontecendo com o CDI. Teve momentos de perda considerável.

Fundo Multimercado (em verde)

Um fundo que compõe uma parte em renda fixa e outra em ativos que podem ser de renda variável. O risco fica entre o de ações e o de renda fixa e a rentabilidade tem o CDI como benchmark.

O fundo de renda fixa rendeu 8,27% nos últimos 12 meses, enquanto o fundo de ações rendeu 42,7% e o multimercado, 12,81%. Claro que o fundo de ações é muito mais arriscado, mas observe que, por meio de um fundo multimercado, foi possível buscar aquele famoso 1% ao mês que se podia obter antigamente, porém tendo como contrapartida um risco um pouco maior.

Nem todo mundo migrará todos os seus recursos para investimentos de renda variável. No entanto, até o mais conservador dos investidores saberá, com um bom planejamento financeiro e apurada gestão de risco, alocar mesmo que uma pequena parte de seu capital para obter rendimentos atraentes para sua vida financeira.

Finalize seu cadastro para ter acesso a este e outros conteúdos do Portal do Investimento!

Começar Agora

Teste seu aprendizado

Para um investidor de perfil conservador, obter rendimentos maiores do que na renda fixa, ele deverá:
menu