Como funciona a mente de um investidor bem-sucedido?

A busca do Santo Graal

São poucas as pessoas que, em algum momento de suas vidas, não pensaram em ficar ricas. Poder comprar o que quiser, sem restrições, morar em uma casa grande e confortável, muito bem decorada, ostentando um reluzente carro de luxo, sem contar as viagens a lugares exóticos e a completa liberdade de se fazer o que quiser.

O conceito de riqueza pode variar muito de pessoa para pessoa, mas, de um modo geral, está vinculado à renda passiva que se pode obter a partir do investimento de dinheiro. E isso não está ligado, necessariamente, ao acúmulo de um volume gigantesco de dinheiro, mas, sim, ao estilo de vida que se quer ter.

A definição básica de riqueza é ter uma renda constante e perpétua que financie o estilo de vida que você deseja e ainda sobre dinheiro.

Percebe-se aí quão elástico pode ser esse conceito. Você pode receber uma pequena fortuna mensalmente como fruto exclusivo de seu trabalho e ainda assim ser pobre – um pobre com algum estilo de vida, mas que torra todo o dinheiro que ganha comprando passivos ou simplesmente gastando tudo. Mas interrompa essa renda e veja por quanto tempo você consegue sobreviver sem ela, e terá uma ideia de quão rico você é.

A rigor, alcançar a riqueza não é um sonho tão distante para muitas pessoas. Basta ganhar mais, gastar menos e investir as sobras em boas aplicações financeiras. Há pessoas que, mesmo a partir de uma renda modesta, alcançaram sua riqueza pessoal em poucas décadas. Sim, décadas.

Ficar rico demora. E demora porque a construção da riqueza é um processo que pode ser resumido em aportes constantes e reinvestimento integral da renda obtida pelos investimentos até o ponto que em a renda passiva obtida no processo supere suas necessidades financeiras diárias.

Como a riqueza está necessariamente vinculada à formação de um patrimônio, que, como dissemos, é um processo e leva tempo, você terá que aprender o processo e as técnicas necessárias para que se alcance esse objetivo.

Há, porém um entrave: nossa mente, fruto de nossas crenças e emoções, e dona de nossas ações. Ser capaz de adotar a mentalidade correta para o enriquecimento contribuirá sobremaneira para que o processo como um todo seja bem sucedido, e é isso o que você aprenderá nas próximas aulas.

Encontre as melhores maneiras de conquistar seus objetivos de investimentos. Junte-se ao Portal do Investimento!

Finalize seu cadastro para ter acesso a este e outros conteúdos do Portal do Investimento!

Começar Agora

Teste seu aprendizado

Qual é o fator decisivo na construção da riqueza?
menu