Portal do Investimento

Bem-vindo, Investidor

Complete seu cadastro e
acesse ferramentas exclusivas

Devo comprar ações de crescimento ou de dividendos?

por Victor Veloso

Você sabe identificar o tipo de uma empresa na hora de comprar ações? Sabe se ela é de crescimento ou de dividendos? Existe uma discussão muito grande no mercado sobre qual categoria de ações é a melhor para investir e como isso pode impactar os retornos da sua carteira no futuro. Então, fique aqui comigo, pois é sobre isso que tratarei no artigo de hoje.

Empresas de Crescimento

São empresas que retêm a maior parte dos lucros obtidos em suas operações e praticamente não os redistribuem para os acionistas em formas de proventos. Entre os proventos, estão os dividendos e os juros sobre capital próprio. Você deve estar se perguntando o motivo para as pessoas investirem nessas companhias se, praticamente, os lucros não retornam ao acionista sob a forma de proventos. A resposta é muito simples. As empresas de crescimento utilizam esse lucro no reinvestimento em suas operações para poder crescer, aumentar seus lucros e ganhar market share na área em que atuam.

Nesse sentido, as empresas de crescimento podem gerar ótimos retornos, mas não há nenhuma garantia de que isso ocorra no futuro. No mercado americano, temos a Tesla como exemplo recente de empresa de crescimento. Este ano ela saiu de U$86 para U$420, chegando a valer U$475, ou seja, uma multiplicação de 5x a sua cotação, mesmo durante a crise. Gostaria de reforçar aqui que não estou recomendando esse ativo, apenas o citei como exemplo de empresa de crescimento. Aqui no Brasil, existem também diversas empresas de crescimento que podem lhe trazer retornos espetaculares da mesma forma.

Empresas de dividendos

Ao contrário das empresas de crescimento, as empresas de dividendo renunciam a uma possível expansão e crescimento de suas atividades para priorizar a distribuição de proventos para seus acionistas. Dessa maneira, quem investe nesse tipo de empresas costuma receber altos valores de proventos. Além disso, normalmente, esse tipo de companhia tem um elevado payout, indicador que representa o quanto de lucro a empresa repassa aos acionistas em forma de proventos. Nessa perspectiva, valores altos de payout costumam indicar de que a empresa é de dividendo, pois a maior parte dos lucros obtidos é repassada para o investidor.

Além disso, é comum que esse tipo de ação tenha um dividend yield maior do que a média das empresas. Esse indicador fundamentalista trata da relação entre os dividendos distribuídos e o preço atual da ação da empresa. Por exemplo: uma ação com 5% de dividend yield significa que a empresa pagou um lucro que corresponde a 5% da cotação da ação. Se o dividendo por ação foi de R$ 5 e a ação vale R$ 50, o dividend yield foi de 10%. Lembrando que, além do dividendo pago, o acionista pode ter ganho de capital com a valorização do preço de sua ação.

A hora da verdade... Invisto em empresas de dividendos ou de crescimento?

É muito importante fazer algumas considerações e ressalvas para que você não tire conclusões precipitadas. Em primeiro lugar, é bom frisar que nenhuma empresa será 100% de crescimento ou 100% de dividendo, mas, sim, que as empresas serão majoritariamente de crescimento ou de dividendo. Lembre-se de que uma empresa de crescimento pode escolher, em algum ano específico, distribuir grande quantidade de seus lucros. O inverso também pode ocorrer, ou seja, empresas de dividendos podem escolher não distribuir os lucros em algum ano específico, claro que de acordo com o que rezam os estatutos da empresa. Dessa maneira, os indicadores mencionados anteriormente nunca devem ser estudados de forma isolada, ou seja, o investidor deve analisar o histórico deles e considerá-los em conjunto para, aí sim, saber se a empresa é de crescimento ou de dividendo.

Além disso, a diversificação é o seu melhor amigo nessa jornada da independência financeira. Não se limite a investir apenas em empresas de crescimento ou apenas em empresas de dividendos. Você pode até ter um estilo e uma preferência em um desses tipos, mas lembre-se de que nem sempre acertará as empresas que, de fato, conseguirão crescer exponencialmente pelos próximos anos. Além disso, nem sempre aquela empresa de dividendos vai se manter pagando bons proventos com consistência. Assim, é fundamental que você esteja sempre monitorando seus ativos para entender bem o business de cada um deles e verificar se faz sentido mantê-los em carteira.

Agora é só ir às compras

Gostou do conteúdo e ficou interessado em investir nesses tipos de ações? Então abra sua conta agora mesmo na XP Investimentos com a assessoria do Portal do Investimento. Nosso time de assessores vai lhe dar todo suporte na parte operacional e tirar suas dúvidas.

Descubra os melhores objetivos para seu perfil.

Victor Veloso

Victor Veloso

Victor Veloso é sócio do Portal do Investimento e atua no núcleo de renda variável e mesa de operações.