Portal do Investimento

Bem-vindo, Investidor

Complete seu cadastro e
acesse ferramentas exclusivas

Afinal, renda variável é para mim?

por Victor Veloso

Visando enriquecer no curto prazo e sem considerar os riscos envolvidos, muitos se consideram “arrojados”. Mas, no momento em que seu patrimônio oscila negativamente, mesmo que seja pouca coisa, logo entram em pânico. Isso já aconteceu com você?

Já não é novidade que a renda fixa nunca remunerou tão pouco e que para ter rentabilidades mais atrativas em seu portfólio é necessário se expor mais ao risco. De fato, a renda variável é muito mais sedutora quando se fala sobre potenciais retornos, mas é necessário ter muito cuidado ao selecionar os seus ativos, pois você pode perder boa parte do seu patrimônio rapidamente. Além disso, é importante lembrar que não é qualquer ação ou estratégia que vai lhe ajudar a alcançar a independência financeira de forma tranquila e eficiente. Você precisará de um método. Se iniciou recentemente a investir nessa categoria ou se está pensando em começar sua jornada nesse universo e está perdido sobre qual caminho deve trilhar, então leia este artigo até o final, pois vou lhe mostrar o passo a passo mais tranquilo para ganhar dinheiro na renda variável.

Primeiramente, precisa ser sincero com você mesmo e descobrir se a renda variável é para você. Para ter a resposta disso, precisa responder às perguntas: se o meu dinheiro se desvalorizar, como vou reagir? Perderei meu sono, ficarei angustiado ou passarei mal? Se sua resposta verdadeiramente for “não”, você está pronto para seguir os próximos passos.

Entenda que renda variável é uma maratona, e não uma corrida de 100 m. Tempo e valor aportado todos os meses é muito mais relevante do que rentabilidade. Claro que, quando investimos, desejamos ter sempre a maior rentabilidade possível, mas pare e pense bem. As únicas variáveis que você pode controlar é por quanto tempo vai investir e o montante alocado em seus investimentos. A rentabilidade é um fator mais difícil de se prever e controlar. Além disso, o grande segredo da riqueza está nos juros compostos, para o qual o fator tempo é o mais poderoso.

Converse com o seu assessor de investimentos, ele é o profissional mais adequado para lhe esclarecer eventuais dúvidas dentre os produtos e possibilidades existentes na renda variável. Aqui no Portal do investimento temos um time de assessores focados nessa categoria para sanar suas dúvidas.

Depois de conversar com o assessor e entender mais sobre os produtos de renda variável, escolha os que mais se adequam ao seu perfil e faça o seu primeiro aporte. Pode começar investindo em fundos de investimento multimercados, fundos de ações ou fundos imobiliários. Cada um deles possui suas características e peculiaridades. Se você deseja, por exemplo, ter renda passiva de forma recorrente, o mais indicado é começar com os fundos imobiliários.

Agora que descobriu que tem o perfil adequado, reserve uma pequena porção do seu dinheiro para começar a investir em ativos mais arriscados, de forma que, se esse dinheiro sumir, não fará diferença na sua vida. A ideia nesse momento é apenas entender a dinâmica da renda variável, ou seja, de como uma ação, fundo imobiliário ou outro ativo se comporta ao longo do tempo. No início, é bem provável que você cometa erros, mas as perdas financeiras provenientes disso não podem comprometer o patrimônio que você batalhou a vida toda para conquistar.

Por fim, vale a pena frisar que diversificar é fundamental para mitigar riscos. Depois que estiver mais experiente e familiarizado nessa modalidade de investimento, vá aumentando gradativamente suas posições na renda variável para que sua carteira tenha uma volatilidade mais controlada. Isso lhe dará muita tranquilidade e fará com que você seja consistente e vencedor no longo prazo.

Encontre as melhores maneiras de conquistar seus objetivos de investimentos.

Victor Veloso

Victor Veloso

Victor Veloso é sócio do Portal do Investimento e atua no núcleo de renda variável e mesa de operações.