Portal do Investimento

Bem-vindo, Investidor

Complete seu cadastro e
acesse ferramentas exclusivas

Sua mente afeta o seu bolso

por Pedro Brum

No mês passado, acompanhei algumas palestras de grandes gestores de recursos do mundo inteiro e pude notar uma semelhança de ideias muito interessante. Assim como um cenário de euforia pode cegar muita gente, o momento pós-crise traz muita clareza sobre o que podemos esperar do mercado de renda variável ao longo das décadas.

Sem dúvida, o ponto mais abordado foi o da diversificação regional dos ativos. Não adianta termos uma carteira composta por empresas de diversos setores, fundos de várias classes de risco, mas todos estarem expostos ao cenário local. A questão é que esse ponto, apesar de parecer simples, bate de frente com um viés comportamental muito forte que o investidor brasileiro normalmente possui.

Conhecido internacionalmente como ‘‘home bias’’, o viés de localidade, nada mais é que a intenção ou interesse do investidor em comprar ativos apenas do país ou da região em que vive. Se isso é preocupante para o investidor americano, que detém a maior fatia de mercado global, imagine para o brasileiro, que se expõe apenas a um mercado menor como o nosso.

Se desvencilhar desse comportamento, fará você ter uma diversificação global, tanto em ativos quanto em moedas. Hoje, existem ferramentas fáceis e baratas para se expor a outros mercados. O ETF IVVB11 é um deles, em que você compra bolsa americana e se expõe à variação do dólar, ao mesmo tempo.

Além do "home bias", outros vieses comportamentais podem interferir diretamente no sucesso de um investidor de longo prazo.

No dia a dia com nossos clientes, o que eu mais percebo é o viés da ancoragem. Esse comportamento ocorre quando o investidor toma como base algum ponto ou preço em que determinada ação esteve, e usa tal valor como norte.

Um exemplo muito claro é da pessoa que comprou Petrobrás (PETR4) ao preço de 30 reais em dezembro de 2019 e, baseia-se neste valor para definir se ela está cara ou barata, deixando totalmente de lado os fatores internos da companhia, ou, até mesmo, o preço do barril de petróleo ao longo do tempo. A cotação não pode ser um norte de avaliação de preço de uma ação. Esta é uma armadilha bem comum em que os investidores iniciantes caem.

A aversão à perda é tão prejudicial quanto os demais vieses. Se você está no mercado há alguns anos, tenho certeza de que já ouviu algum investidor afirmar que só venderá tal ação quando ela voltar ao seu ponto de entrada. Muitos não fazem nem ideia que esse é um comportamento comum e totalmente equivocado.

O mercado não tem a mínima ideia do seu preço de entrada e, muito menos, garante que um dia irá voltar a tal patamar. O problema é que passar anos esperando essa possibilidade gerará um custo de oportunidade muito grande. Nós diversificamos nossas carteiras justamente para não sofrermos quando uma tese de investimento não dá certo. Nesse caso, saímos da posição que perdeu o seu fundamento, mesmo tendo prejuízo. Faz parte do jogo.

O lado psicológico humano afeta diretamente o resultado dos investidores na bolsa. Essa afirmação é válida para qualquer modalidade de investimento e perfil de investidor. O primeiro passo para fugir dessas armadilhas é entender que essas ideias e comportamentos são totalmente normais e fazem parte da jornada.

Ao contrário do que muitos pensam, o mercado não é um local que apresenta apenas complexidades matemáticas. Vencer esse obstáculo interno lhe levará para outro nível e, com toda certeza, o ajudará a consolidar ganhos sensacionais no longo prazo.

Esses comportamentos e certezas com que o investidor chega até nós nos permite ter uma habilidade muito grande para mostrar com dados o motivo de não se prender a tais vieses. Investir, para muitos, pode ser um ato solitário. Pensando nisso, criamos nossa assessoria gratuita, onde ajudamos os investidores de todos os perfis.

Aproveito para deixar o meu whatsapp pessoal: 22 98828610.

Te espero para batermos um papo!

Abraços!

Encontre as melhores maneiras de conquistar seus objetivos de investimentos.

Pedro Brum

Pedro Brum

Pedro Brum é sócio do Portal do Investimento e atua com operações estruturadas e mesa de operações.