Portal do Investimento

Bem-vindo, Investidor

Complete seu cadastro e
acesse ferramentas exclusivas

Me vê tudo em ações!

por Pedro Brum

Acabamos de cruzar a fronteira de 2020, mas desde o ano passado já sentíamos os bons ventos que empurravam nossa bolsa pra cima. De forma geral, o mercado espera que este ano a força seja ainda maior. Um bom momento para o investidor mais conservador içar a vela e aproveitar o movimento.

Entrei no mercado há alguns anos e com a taxa de juros acima de 14% ao ano não entendia porque alguns investidores compravam ações. A bolsa vinha caindo por quase dois anos e um título do tesouro pagava muito bem e sem risco, praticamente. O que aqueles caras estavam fazendo com o dinheiro deles?

Mais cedo ou mais tarde o investidor iniciante sempre acaba notando que o pote de ouro de verdade está no tempo. Aquela taxa de juros tentadora dificilmente iria se manter por um longo período e naquele momento, ótimas empresas estavam sendo negociadas por valores muito baixos e atrativos para o investidor. Uma taxa de 14% a.a. por alguns poucos anos não irão enriquecer ninguém, mas comprar um ativo com potencial de valorização às vezes acima de 500% parece ser mais interessante.

Antes que você fique com o pé atrás, digo que não acredito que nenhuma empresa vá se valorizar nessa proporção em um curto espaço de tempo. Se o seu objetivo for esse, melhor buscar outros caminhos. Porém, a verdade é que isso de fato acontece, mas no longo prazo. Vamos aos números!

Vejamos a valorização de Engie (EGIE3). Imagine que você tenha comprado há 5 anos e tenha abatido do preço pago todos os proventos (dividendos, juros sobre capital próprio e bonificações) que recebeu no período. O seu custo após o abatimento teria sido de R$21,21 por ação. Repare como no longo prazo, essa diferença de variação se torna exponencial.

Tudo bem, há 20 anos muito provavelmente você não conhecesse a Engie, o potencial ou solidez da companhia. Vamos verificar então o Banco do Brasil (BBAS3):

Ambev (ABEV3):

Essas valorizações gigantescas costumam ocorrer para qualquer investidor que respeita dois pilares fundamentais: paciência e aplicações em empresas que possuem lucros crescentes.

Apesar de vermos valorizações de mais de 1000%, isso não quer dizer que todos os investidores que foram sócios ganharam dinheiro. Passamos por algumas crises nos últimos 20 anos e para ter obtido uma performance fantástica como a apresentada, necessariamente você teria que aguentar esses maus momentos.

Um caso que ilustra muito bem esse raciocínio é o do Peter Lynch, um dos maiores gestores de todos os tempos, que performou acima de 29% ao ano entre 1977 e 1990 e ainda assim, boa parte dos cotistas de seu fundo perderam dinheiro. Isto ocorreu pois o investidor não consegue segurar a posição nas grandes quedas. Na baixa ele vende e quando o mercado sobe muito, ele compra. Totalmente contrário ao movimento correto, que teoricamente, seria comprar na baixa e vender na alta.

A verdade é que todo ano teremos o investimento da vez ou até mesmo a ação do momento, como vimos com Magazine Luiza (MGLU3) nos últimos anos. Por mais que seja duro ficar longe de uma alta tão expressiva como essa, precisamos seguir o método. 

Ficar com um papel para sempre deveria ser o sonho de qualquer investidor. O primeiro ponto é que uma vez que você não vende o ativo, não existe imposto sobre o ganho de capital (15%). Além disso, o reinvestimento dos dividendos fará com que seu preço médio de compra seja cada vez menor, além de possuir uma participação maior na empresa.

O único dever de um investidor de longo prazo é acompanhar a saúde financeira das companhias e aportar o máximo possível para que você alcance um patamar de independência financeira mais rápido. 

A confiança no método te dará a segurança ao passar pelas épocas difíceis. Por isso, estudar e ler livros de caras que já passaram por tudo e realmente performam há muito tempo é fundamental para consolidar a ideia em quem está começando.

Seguem aqui alguns dos livros que fizeram bastante sentido pra mim:

  • Investindo em ações no longo prazo - Jeremy Siegel
  • O jeito Peter Lynch de investir - Peter Lynch e John Rothchild
  • Faça Fortuna com ações - Décio Bazin
  • Guia Suno Dividendos - Tiago Reis e Jean Tosetto
  • Valuation. Métricas de Valor & Avaliação de Empresas - Alexandre Assaf Neto

Existem centenas de outros livros que abordam estratégias de longo prazo, assim como documentários. O "Becoming Warren Buffet" é um clássico e está disponível gratuitamente no Youtube. Bastante inspirador!

Espero que você compre cada vez mais ativos e aproveite a jornada neste ano. Vamos juntos!

Descubra os melhores objetivos para seu perfil.

Pedro Brum

Pedro Brum

Pedro Brum é sócio do Portal do Investimento e atua com operações estruturadas e mesa de operações.