Portal do Investimento

Bem-vindo, Investidor

Complete seu cadastro e
acesse ferramentas exclusivas

3 motivos para não olhar a cotação dos ativos todos os dias

por Pedro Brum

O primeiro semestre não foi fácil. Se você, assim como eu, pensa em investimentos para o longo prazo, percebeu que foi um período de muita oportunidade também. É natural que haja desconforto com quedas na casa dos 40%, mas, se você não vendeu nada e segurou até aqui, podemos dizer que está totalmente preparado para as próximas turbulências.

Mesmo que você seja um destes investidores tranquilos, cá entre nós, foi difícil não abrir o home broker todos os dias para checar as cotações dos ativos, certo?  Estive pensando bastante sobre essas questões emocionais que são tão importantes para o investidor e separei aqui três pontos que considero relevantes na nossa trajetória.

Vamos aos três motivos principais que comprovam não fazer sentido olhar a cotação das suas ações diariamente, uma vez que é um investidor de longo prazo. Repare que eles são compostos por um misto de situações racionais e irracionais.

1 - Decisões emocionais

Se você sente euforia ou tristeza em determinados movimentos do mercado, possivelmente está suscetível a tomar decisões que vão contra a sua estratégia e podem prejudicar bastante o seu plano de investimento.

É claro que invariavelmente até mesmo o investidor mais experiente sentirá alguma satisfação ao ver a performance histórica da carteira ao longo dos anos. O ponto que trago aqui é quanto aos movimentos de curto prazo.

Se a sua carteira subiu 3% ontem ou caiu 5% hoje, isso não pode ser um gatilho para realocação em outras companhias ou mudança na composição da mesma. O que importa são os resultados dela ao longo dos semestres e anos.

2 - A cotação segue o lucro no longo prazo

Essa constatação é realmente libertadora! O mercado é movido por resultados e expectativas. Os resultados são dados do passado e podem ser precificados de maneira simples. Entretanto, a expectativa do mercado quanto ao futuro de determinada companhia pode não estar correta ou, até mesmo, superestimada, o que lá na frente pode ocasionar uma correção.

Cedo ou tarde, esse futuro se torna presente e os resultados se concretizam, fazendo com que a realidade venha à tona e a cotação reaja de acordo com o dado.

Um erro que vejo bastante é quando o investidor se refere a uma empresa sem nem ao menos conhecer o seu ramo de atuação e as perspectivas. A empresa não é apenas um “ticker”. Ao longo dos anos, irá se movimentar de acordo com os resultados financeiros. O racional é exatamente o mesmo de uma empresa pequena, que tem como objetivo fechar o mês com lucro. A única diferença é que ela é cotada em bolsa e os investidores compram e vendem todos os dias.

3 - Uma pequena parte da empresa está sendo negociada

Você já leu alguma manchete de site ou jornal em que se mencionava que um empresário havia ficado mais rico em um período de tempo? Na maior parte dos casos, esse aumento substancial de patrimônio se dá pelo movimento das ações.

No entanto, isso não quer dizer que ele vendeu parte delas e embolsou o dinheiro. O que vemos de oscilação diariamente no mercado corresponde a um valor muito pequeno do capital de uma empresa. Na maior parte das vezes, são alguns poucos investidores trocando os papéis de mãos. Não há porque levarmos isso tão a sério.

Montei aqui um quadro com os dados referentes a julho/2020 em que mostro o volume médio financeiro de negociação ao dia contra o volume total de mercado da empresa. Repare que o volume negociado ao dia é muito pequeno perto do valor de mercado da empresa. Os donos e os investidores de longo prazo não participam desse jogo diariamente.

Se o seu capital aumentou ou diminuiu devido às oscilações diárias ou mensais, você não deve se preocupar. O dono da empresa está totalmente focado na geração de lucro e saúde financeira e sabe que as oscilações não querem dizer, necessariamente, que os investidores pararam de acreditar na sua empresa.

A sua carteira de investimentos precisa ser um instrumento que dará liberdade e segurança para a sua tomada de decisão nas outras áreas da vida, não o contrário. Se você não dorme à noite pela volatilidade, vale diminuir a exposição em renda variável.

É bom buscarmos algum tipo de adrenalina e emoção em alguns desafios e esportes, mas retiro sempre esse fator da minha ideia de alocação. Cada pessoa tem o seu perfil. O meu papel aqui no Portal é entender o que você busca, o risco que está disposto a tomar e avaliar opções e carteiras juntos.

Deixo aqui o meu whatsapp pessoal para conversarmos a qualquer hora: 22 988289610.

Um abraço!

Encontre as melhores maneiras de conquistar seus objetivos de investimentos.

Pedro Brum

Pedro Brum

Pedro Brum é sócio do Portal do Investimento e atua com operações estruturadas e mesa de operações.