Portal do Investimento

Bem-vindo, Investidor

Complete seu cadastro e
acesse ferramentas exclusivas

Operar vendido: O que é e como funciona

por Raissa Cabral

Você provavelmente já deve ter ouvido esse termo, mas sabe o que é e como funciona? A seguir, explicarei em qual situação se encaixa e como "ficar vendido" em uma operação.

Algumas pessoas ainda não sabem, mas, no mercado de ações, você tem a possibilidade de vender uma ação sem tê-la em carteira e ficar com posição vendida nela.

Essa estratégia é conhecida como ficar short ou operar vendido e consiste em ganhar com a queda do preço das ações. Alguns investidores também utilizam esse recurso para proteção da carteira.

Diferença entre comprar e operar vendido

Ao comprar ações na bolsa, você tem os custos de corretagem e paga o valor total das ações. De forma mais clara, se você comprar 1.000 ações que estão cotadas a R$20,00, precisará desembolsar R$20.000,00 de capital para pagar as ações, além da corretagem e emolumentos. Com a compra, terá os papéis em carteira.

O investidor que decide comprar determinadas ações, acredita na valorização dessas empresas e em carregar esses papéis a longo prazo.

Ao operar vendido, o processo é diferente porque você está vendendo um ativo que não possui em carteira; por isso, é necessário alugar as ações para entregar ao comprador. Também não é necessário ter o valor financeiro total do ativo, ao operar vendido, você precisa somente da margem de garantia exigida, que varia de acordo com o papel.

Além dos custos de corretagem e emolumentos, você também terá os custos do aluguel. São três diferentes custos envolvidos: custo da Bolsa (B3), custo da corretora e o custo do BTC (Banco de Títulos CBLC) do papel.

Como operar vendido?

Para entender melhor como funciona essa operação, é interessante conhecer um exemplo de como ela é feita.

Imagine que as ações da empresa ABC estão valendo hoje R$45,00 e um determinado investidor acredita fortemente em uma queda de valor da ação nos próximos dias.

O investidor, neste caso, pode vender a descoberto hoje, alugando e vendendo as ações da ABC pelo valor de R$45,00.

Após alguns dias, a expectativa do investidor pode se consolidar e o valor da ação chega R$35,00, por exemplo.

O investidor, agora, recompra as ações a um preço de R$35,00, lucra R$ 10,00 e devolve as alugadas. Descontando a corretagem e os custos envolvidos com o aluguel, o investidor consegue obter lucro na operação.

É importante ressaltar que é necessário sempre verificar com seu assessor se há disponibilidade do papel para aluguel antes de realizar a venda. Lembrando também que só é necessário alugar ações para operações de swing trade, no day trade não é necessário o aluguel. Da mesma forma, nos mercados futuros, vender é igual a comprar. Não precisa alugar para depois vender.

Vantagens e desvantagens

Como praticamente todas as estratégias de investimentos, operar vendido tem suas vantagens e desvantagens.

Entre suas principais vantagens, estão:

  • Lucrar com a queda de um ativo ou da bolsa de valores;
  • Proteger ativos de um risco sistêmico, que afeta todos os ativos do mercado.

Em contrapartida, suas desvantagens são:

  • Operação de alto risco;
  • Operacional mais trabalhoso.

Este artigo o ajudou a entender melhor o que é operar vendido e como funciona? Qualquer dúvida, entre em contato comigo.

Descubra os melhores objetivos para seu perfil.

Raissa Cabral

Raissa Cabral

Raissa Cabral é sócia do Portal do Investimento, atua no núcleo de renda variável dando suporte operacional e mesa de operações.